Cartão de crédito internacional: vantagens e como usá-lo

Deseja ter um cartão de crédito internacional? Essa é uma ferramenta que pode ser útil para aquelas pessoas que gostam de viajar pelo mundo e realizar compras. Mas é preciso saber como a mesma funciona. Confira aqui as vantagens de ter um cartão de crédito internacional e como utilizá-lo!

cartão de crédito internacional
Ter um cartão de crédito durante uma viagem internacional pode ser importante. No entanto, é preciso saber como utilizá-lo (Foto: Imagem de jcomp no Freepik)

O que é um cartão de crédito internacional?

Fazer uma viagem internacional é algo desejado por muitos. Essa é uma oportunidade para conhecer novos lugares, fazer novas amizades, aprender mais sobre outras culturas e descansar.

Durante esse passeio, você pode, também, realizar compras. Nesse caso, ter um cartão de crédito internacional pode ser útil. Esse produto financeiro é oferecido por várias instituições financeiras.

Com esse cartão, há a possibilidade possível realizar pagamentos parcelados. O mesmo pode ser uma solução para quem não quer andar com dinheiro em espécie guardado no bolso ou na carteira).

A grande diferença aqui é que a ferramenta está habilitada de uma forma que permite que o cliente a use em estabelecimentos localizados no Brasil e em qualquer parte do mundo.

No caso, a bandeira do mesmo precisa ser aceita pela loja. Hoje, as principais bandeiras disponíveis no Brasil e no exterior são:

  • Visa;
  • Mastercard;
  • American Express;
  • Elo.

O viajante pode, ainda, usá-lo para fazer saques de dinheiro em espécie (em caixas de autoatendimento autorizados). Mas é preciso estar atento a alguns detalhes, como as tarifas cobradas e os limites.

Vantagens de ter cartão de crédito internacional

Ter um cartão de crédito internacional pode ser útil para quem costuma viajar para outros países conta dos vários pontos positivos existentes. Veja abaixo algumas vantagens dessa modalidade de crédito:

1. Pagamento de despesas durante viagens internacionais

cartão de crédito internacional
Foto: Imagem de freepik

Muitas pessoas gostam de fazer compras durante uma viagem internacional. Há também os gastos com hotel, alimentação, transporte, ingressos para visitar museus e lembranças para toda a família.

A principal vantagem desse tipo de cartão de crédito é a chance de utilizá-lo no pagamento de todas as suas despesas (na moeda local). No caso, só é preciso que o local aceite a bandeira do seu cartão.

Um ponto importante é que o valor de cada gasto internacional será convertido para reais na hora de ser enviado para a fatura. Nesse caso, será levado em conta a cotação do dólar do dia da transação.

2. Realização de compras em sites de outros países

Foto: Prostock-studio/Adobe Stock

Nos últimos anos, diversas lojas tradicionais lançaram suas lojas virtuais. O número de consumidores que realizam compras pelos sites dessas empresas ou por meio de um aplicativo de celular também cresceu.

Hoje, um brasileiro pode comprar algo vendido por um e-commerce europeu, por exemplo. Os cartões internacionais também podem ser usados para a realização de compras virtuais em sites estrangeiros.

Para isso, é só informar os dados do cartão na hora de finalizar a transação. Nesse caso, é preciso ter cuidado para não informar seus dados em sites falsos e prestar atenção às tarifas cobradas.

3. Saques de dinheiro no exterior

cartão de crédito internacional
Foto: Thaspol/Adobe Stock

Um cartão de crédito internacional pode tornar a vida de um viajante mais prática. Afinal, é possível usá-lo para pagar suas transações e, com isso, não sair pelas ruas com notas de dinheiro guardadas no bolso.

Mas, em alguns casos, ter um pouco de dinheiro em espécie pode ser útil também. Dependendo do cartão internacional escolhido, é possível realizar saques de dinheiro em terminais de autoatendimento.

Primeiramente, a pessoa precisa saber quais são os caixas eletrônicos que permitem tal operação. Além disso, há a questão da bandeira:

  • Rede Cirrus para cartões Mastercard;
  • Rede Plus para cartões Visa.

Já o processo de saque pode variar de caso para caso. Há casos onde o cliente precisa informar o tipo de saque, a moeda desejada, a senha e entre outros detalhes. Além disso, a operação é paga.

4. Serviços oferecidos pela empresa da bandeira

cartão de crédito internacional
Foto: Pixabay.com

Como foi dito acima, os cartões de crédito oferecidos no Brasil se diferenciam, também, por conta da bandeira. Isso significa que o cartão pode ter a bandeira Visa, Mastercard, American Express ou outra.

Assim como os bancos emissores de cartões de crédito, essas empresas também oferecem certas vantagens e serviços. Em alguns casos, o serviço pode ser útil durante uma viagem para o exterior.

No caso da Mastercard, é possível citar a Assistência Global de Emergência, o Mastercard Global Service, o Mastercard Airport Experiences (LoungeKey), o Priceless Cities e entre outros;

Já a Visa conta com o Visa Airport Companion, o Seguro de Emergência Médica Internacional, a Proteção de Compra, o Visa Concierge e entre outros.

Lembrando que a disponibilidade pode variar de cartão para cartão. Para saber mais detalhes, é preciso entrar em contato com o emissor do seu cartão ou com a empresa da bandeira.

5. Participação em programas de recompensas

Foto: Studio Romantic/Adobe Stock

No Brasil, existem diversas opções diferentes de cartões de crédito internacionais. Cada uma dessas opções possui o seu banco emissor, um valor de anuidade, uma bandeira e entre outras características.

Os clientes ainda podem conseguir algumas vantagens, como anuidade grátis. Há ainda aqueles casos onde o cartão participa de programas de recompensas, onde é possível trocar pontos por produtos.

Há ainda a possibilidade de fazer a troca por passagens aéreas e entre outras vantagens. Dentre os programas mais conhecidos, é possível citar o Livelo, o Esfera (do Santander) e o Curtaí (do BRB).

Dependendo do caso, há também a chance de juntar os pontos e transferi-los para programas de milhas aéreas de companhias aéreas (Smiles, TudoAzul, LATAM Pass e entre outros).

Para participar de um desses programas, é preciso verificar se o seu cartão está elegível. Depois, é só fazer, se pedido, um cadastro em uma das plataformas e começar a usar o cartão para acumular pontos.

Como utilizar um cartão de crédito internacional?

Muitas pessoas possuem dúvidas de como utilizar um cartão de crédito internacional. A pessoa que possui essa ferramenta precisa saber que não basta ter, apenas, um cartão e começar a usá-lo.

Esse consumidor precisa informar para o banco responsável pelo cartão que usará o mesmo, em outro país, por meio do “Aviso Viagem”. O processo para achar essa função pode ser simples.

Dependendo do caso, é possível acessá-la usando o aplicativo da instituição ou o Internet Banking. Na hora de fazer a ativação, é preciso colocar os dados pedidos (destino, data da viagem e entre outras).

Caso você não ative o “Aviso Viagem”, pode acontecer, por conta da suspeita de uso impróprio do cartão, da instituição recusar suas transações.

O responsável pela emissão pode bloquear seu cartão também. Há cartões que possuem tecnologias que podem identificar compras internacionais quando o cliente esquece de avisar que está viajando.

Mas é sempre bom já ativar antes para não ter maiores dores de cabeça. Agora, em casos de dúvidas, é preciso entrar em contato com a empresa responsável pela emissão do cartão de crédito.

Tarifas cobradas e outros detalhes que o viajante precisa estar atento ao usar um cartão de crédito internacional

Realizar compras durante uma viagem no exterior ou fazer a aquisição de um produto em um site estrangeiro podem ser mais práticas se você tiver um cartão de crédito internacional.

Mas é preciso estar atento às tarifas que podem ser cobradas, como o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) para compras internacionais. Há ainda a tarifa de conversão.

Foto: Africa Studio/Adobe Stock

O viajante também pode ter que pagar pelos saques. Além disso, é preciso organizar suas finanças para não acumular dívidas e se organizar para não realizar gastos que estão fora do planejamento inicial.

Mas não é só isso. Há ainda os cuidados básicos de segurança, como o não compartilhamento de dados com desconhecidos. Por fim, pesquise reputação da loja virtual que você está usando.