Como contratar o financiamento Casa Verde e Amarela

Acesso Facilitado ao Financiamento para Realizar o Sonho da Casa Própria

financiamento Casa Verde e Amarela
Descubra como pedir o financiamento Casa Verde e Amarela (Foto: Divulgação/Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional)

Quer sair do aluguel e realizar o sonho da casa própria? O financiamento Casa Verde e Amarela pode ser a solução ideal, visto que conta com diversas vantagens e condições especiais.

Através do programa, milhares de famílias brasileiras já conseguiram dar adeus ao pagamento de aluguel e conquistaram a tão desejada casa própria.

Este programa promove a habitação popular, gerando oportunidades para que famílias brasileiras consigam comprar a casa própria com taxas de juros acessíveis e um prazo de pagamento prolongado. A seguir, saiba como contratar!

Quem pode contratar o financiamento Casa Verde e Amarela?

Esse é um programa de habitação do governo federal que visa ajudar pessoas que buscam comprar, construir, reformar ou adaptar um imóvel. Aqui, há vários benefícios.

Destaque para o longo prazo de financiamento e as taxas atrativas. Mas para aproveitar essas vantagens, é preciso seguir os requisitos propostos pelo Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR).

Confira abaixo quais são os requisitos do financiamento Casa Verde e Amarela

  • Pessoas com 18 anos ou mais;
  • Possuir documentos regularizados;
  • Estar em uma das faixas de renda bruta familiar mensal;
  • Não ser dono de um imóvel residencial;
  • Não possua um financiamento de imóvel;
  • O interessado não pode ter recebido algum benefício habitacional do governo;
  • A pessoa também não pode ter um cadastro no Sistema Integrado de Administração de Carteiras Imobiliárias (SIACI) ou no Cadastro Nacional de Mutuários (CADMUT);
  • É preciso está com as dívidas com o governo em dia.

Lembrando que, segundo o governo, serão priorizadas:

  • Famílias em situação de risco e vulnerabilidade;
  • As famílias que são comandadas por mulheres;
  • Famílias que possuem pessoas com deficiência, idosos, crianças e adolescentes.

Qualquer imóvel pode ser financiado?

Muitas pessoas têm dúvidas se podem financiar qualquer tipo de imóvel através do programa Casa Verde e Amarela.

A seguir, confira quais são os imóveis elegíveis nessa oferta:

  • Esse imóvel poderá estar pronto ou ainda na planta;
  • Imóvel novo ou usado;
  • Com relação à localização, o imóvel poderá estar em áreas urbanas e áreas rurais.

Como contratar o financiamento Casa Verde e Amarela?

O processo de contratação é um dos itens avaliados por quem está procurando por um financiamento. No financiamento Casa Verde e Amarela, essa etapa poderá ser realizada de algumas formas diferentes.

Uma das formas de contratar é indo até uma construtora de imóveis. Também é possível fazer essa etapa pela Caixa Econômica Federal. Nesse caso, o cliente irá:

  • Ir até uma agência da Caixa (ou em um Correspondente Caixa Aqui);
  • Entregar os documentos pedidos;
  • O banco irá fazer uma análise de toda a documentação. Nessa hora, o cliente irá saber todas as informações sobre as condições de financiamento passas pelo banco;
  • Espere a validação e a aprovação do pedido (e de toda a documentação);
  • Por fim, assine o contrato do financiamento.

Documentos necessários para a contratação do financiamento Casa Verde e Amarela

É bem comum ver os bancos pedindo alguns documentos de seus clientes durante o processo de contratação de um serviço financeiro. O mesmo acontece no programa Casa Verde e Amarela.

Confira abaixo quais serão os documentos pedidos para a contratação desse programa habitacional:

  • Documento de identidade;
  • CPF;
  • Certidão de nascimento;
  • Carteira de trabalho e previdência social (CTPS);
  • Comprovante de estado civil;
  • Comprovante de residência;
  • Uma declaração de beneficiário no programa Casa Verde e Amarela;
  • Os três últimos comprovantes de renda;
  • Extrato do FGTS;
  • Declaração do Imposto de Renda (caso o proponente seja declarante);
  • Extrato de rendimentos (trimestral; para aposentados do INSS);
  • Contracheque (o último; aposentados em outras instituições);
  • Carta de concessão (caso o proponente esteja recebendo pensão por morte);
  • Contrato de compra e venda (do imóvel desejado);
  • Matrícula atualizada (do imóvel desejado);
  • Certidão de logradouro emitida pela prefeitura da cidade (do imóvel desejado);
  • Matrícula da obra (em casos de imóveis na planta);
  • Projeto de construção aprovado pela prefeitura (em casos de imóveis na planta);
  • Alvará de construção aprovado pela prefeitura (em casos de imóveis na planta);
  • Memorial do projeto que foi registrado no cartório (em casos de imóveis na planta);
  • Documentos da construtora ou do responsável técnico da obra (em casos de imóveis na planta);
  • Declaração elétrica e de esgoto;
  • Toda a descrição orçamentária da obra;
  • Todo o projeto arquitetônico de execução e complementar (ART; em casos de imóveis na planta).