O que significa ‘crédito rotativo’ e por que precisamos ter muito cuidado?

publicidade

Você já caiu no crédito rotativo? Se você não caiu e nem faz ideia do que seja, nós vamos contar tudo a respeito para que você não caia nessa armadilha.

Crédito rotativo no cartão de crédito
Crédito rotativo no cartão de crédito

Acredite, o cartão de crédito pode nos auxiliar em diversas situações e trazer muitos benefícios para a nossa vida financeira. No entanto, devemos ter cuidado para não cairmos em “buracos sem fundo”.

Se você nunca caiu no crédito rotativo é uma pessoa de sorte, pois muitos desinformados acabam caindo e quando percebem, não tem mais volta.

publicidade

Então fique ligado e saiba como funciona e o que é o crédito rotativo, assim você poderá evitá-lo e se prevenir da forma correta!

Como funciona o crédito rotativo?

O crédito rotativo acontece quando o titular do cartão de crédito não consegue realizar o pagamento total da fatura de um determinado mês.

Sendo assim, o banco passa o valor restante para a parcela do próximo mês e, sobre esse valor em aberto, são cobrados os juros do rotativo.

Exemplo, se você possui uma fatura de R$1000,00 e pagar apenas R$150, o valor restante de R$850 passará todo para a parcela do próximo mês.

No entanto, devemos lembrar que o rotativo dura somente um mês. Se você não conseguir realizar o pagamento total desse valor, você pode entrar no parcelamento automático do valor restante.

Então, em cima do valor das parcelas são cobrados mais e mais juros do crédito rotativo, fazendo com que sua dívida só aumente.

Juros do crédito rotativo

Se você caiu no crédito rotativo e depois de um mês não conseguiu realizar o pagamento da parcela completa, você provavelmente vai entrar no parcelamento automático do valor restante.

É aí que mora o perigo, porque o parcelamento desse valor é a pior coisa que poderia ter acontecido com você durante o uso do seu cartão.

Nesse sentido, já havia juros em cima do valor total restante do mês anterior. No entanto, quando esse valor é parcelado, os juros caem sobre cada parcela, aumentando ainda mais sua dívida com o cartão de crédito.

Sendo assim, vamos te dar algumas dicas para evitar que caia ou volte a cair no crédito rotativo e pague uma dívida absurda.

Como evitar o crédito rotativo

Os juros do rotativo são um dos mais altos de todo o mercado, então você deve prestar muita atenção e ter cuidado redobrado para que não entre nele.

Por isso, veja algumas dicas que vamos te dar para que você se planeje e evite cair no rotativo e pagar mais do que deveria:

Evite o crédito rotativo com planejamento financeiro
Evite o crédito rotativo com planejamento financeiro

1. Organize-se financeiramente

Organizar suas finanças é a melhor forma de evitar que você venha a perder o controle da sua vida financeira. Isso engloba tudo o que vamos falar aqui. Você deve ter um planejamento financeiro antes de começar o mês, tentando manter suas finanças sempre ao seu controle.

Sabemos que muitas vezes existem gastos necessários e urgentes que podem ocorrer. Mas fique sempre preparado e com um dinheiro reserva, assim você nunca será pego de surpresa.

2. Anote seus gastos

Uma dica sensacional que muitas pessoas esquecem, é anotar todos os seus gastos referentes ao seu cartão de crédito. 

Sim! Anote tudo que você gastou com o seu cartão, essa é uma forma de nunca ser pego de surpresa com dívidas que você nem mesmo lembrava que tinha feito.

Sendo assim, você pode se preparar e planejar como vai pagar as contas que fez no mês anterior, sem correr o risco de olhar a fatura do cartão e se deparar com um valor indesejado.

3. Fique ligado nas parcelas do cartão

Mesmo que tenha que utilizar o cartão, você deve pensar em como vai realizar as compras. Analise se o número de parcelas é suficiente ou se são muito altas.

Você deve pensar a frente, sempre imaginando o valor futuro e como vai realizar o pagamento desse valor sem comprometer as suas finanças.

Assim você sempre vai estar um passo à frente do seu cartão de crédito, tendo total controle sobre os seus gastos e sempre estando dentro do seu planejamento financeiro.

Enfim, se você usar essas dicas de uma forma correta, é muito provável que não venha a cair no crédito rotativo e se endividar com o banco.