Como funciona o pagamento mínimo do cartão de crédito?

Realizar o pagamento mínimo do cartão de crédito é uma solução que pode ser útil para quem não quer deixar a fatura sem pagar e evitar que seu nome seja negativado. No entanto, é preciso lidar com os juros. Quer saber mais? Confira aqui todos os detalhes sobre o pagamento mínimo do cartão de crédito!

pagamento mínimo do cartão de crédito
A pessoa que optar pelo pagamento mínimo da fatura do cartão de crédito poderá ter que pagar um valor maior no mês seguinte (Foto: Imagem de freepik)

Entenda o que é o pagamento mínimo do cartão de crédito

O cartão de crédito é uma das modalidades de crédito disponíveis no mercado. Hoje, diversas instituições financeiras oferecem esse produto e cada opção possui suas próprias características.

Todos os meses, a pessoa que tem um cartão de crédito precisa pagar a fatura do mesmo. Esse documento costuma trazer as compras feitas com o cartão, a data de vencimento e entre outros dados.

Dependendo do caso, o cliente pode pagar o valor total da conta ou realizar o pagamento de forma parcelada. O pagamento mínimo do cartão também surge como uma alternativa.

Essa solução pode ser útil para quem não possui o valor total da fatura, mas não quer que a mesma atrase. Afinal, isso pode fazer com que sejam cobradas multas e com que seu nome seja negativado.

Nesse caso, a pessoa irá pagar o valor mínimo calculado pelo banco e formado por diversas partes das despesas. Há a ainda a chance de pagar qualquer valor que seja menor que o total da conta.

A segunda opção precisa ser maior que o preço mínimo estipulado. Já o valor restante será lançado na fatura do mês seguinte. Mas é preciso estar atento na hora de escolher essa opção.

Isso significa que o cliente entrará no crédito rotativo do cartão. No caso, o mesmo cliente precisará pagar pelo saldo que restou do mês anterior, por algumas tarifas e pelas despesas do mês.

Quais são as etapas do pagamento mínimo da fatura do cartão de crédito?

Realizar o pagamento mínimo do cartão de crédito pode ser uma alternativa para quem não quer ter problemas. Hoje, diversas instituições já oferecem essa opção e trazem o valor exato na fatura do cliente.

A primeira etapa para fazer esse pagamento é imprimir o boleto do cartão ou pegar o código de barras da fatura. Depois, é só pagar a conta:

  • Em caixas eletrônicos;
  • No caixa da agência bancária mais próxima de sua casa;
  • Pelo aplicativo do seu banco;
  • Pelo Internet Banking;
  • Nas lotéricas.
Foto: Vittaya_22/Adobe Stock

Aqui, você irá pagar o valor do pagamento mínimo ou um valor maior (que não seja o total). No próximo mês, a fatura terá, além dos gastos no mês da fatura, o valor não pago da fatura anterior.

Mas não é só isso. Será preciso pagar pelos juros do rotativo e pelo Imposto sobre Operações Financeiras (IOF). O primeiro tributo pode mudar de acordo com cada instituição.

No entanto, esses juros não podem ser superiores a 100% do saldo devedor do cliente. O mesmo é valido para o parcelamento da fatura. Há ainda as duas formas do IOF

  • IOF do rotativo = 0,38% (em cima do valor não pago);
  • IOF adicional rotativo = 0,0082% ao dia.

Lembrando que, segundo o Conselho Monetário Nacional (CMN), uma pessoa só tem até o vencimento da próxima fatura para utilizar o rotativo. Caso contrário, será preciso pagar ou parcelar o saldo devedor.

Como fica o limite de crédito do cartão?

O limite de crédito é o valor máximo que uma pessoa tem disponível para gastar, com o cartão de crédito, até o fechamento da fatura. Essa é uma das informações que está na fatura do cartão.

Para que o valor volte o normal, o cliente precisa pagar a conta. Se essa pessoa optar pelo pagamento mínimo do cartão de crédito, o limite será formado, apenas, pelo equivalente à quantia paga.

Recomendações para não ter problemas com o pagamento mínimo do cartão de crédito

Foto: Supachai/Adobe Stock

Mensalmente, o cliente precisa pagar sua parcela na data correta. Caso isso não aconteça, a pessoa pode ter que pagar multas. Também pode acontecer do nome ficar negativado (com o “nome sujo”).

Uma solução é pagar o valor mínimo. No entanto, a pessoa precisaria organizar suas finanças para ter saldo suficiente para pagar a próxima mensalidade, que pode vir com um valor maior.

Ainda mais que os juros podem ser altos. Também é preciso pagar essa segunda mensalidade dentro do prazo permitido. Essas ações podem evitar que todas as suas contas virem uma “bola de neve”.

E o parcelamento da fatura do cartão de crédito? Como funciona?

Não possui dinheiro para pagar a conta do seu cartão ou deseja dar um alívio para suas finanças? Optar pelo parcelamento da fatura também pode ajudar a não ter problemas.

Essa modalidade também é ofertada por várias empresas presentes no Brasil. No caso, o cliente precisa solicitar o pagamento parcelado da fatura.

pagamento mínimo do cartão de crédito
Foto: Drazen/Adobe Stock

O prazo de pagamento pode ser de até 24 meses e a pessoa pode escolher se deseja pagar um valor de entrada (depende do caso). Já as prestações são lançadas junto das próximas faturas.

Mas o consumidor também precisará pagar pelos juros e pelo IOF. Da mesma forma, a pessoa precisa pagar suas contas corretamente para não perder esse benefício.

Aqui, fazer um planejamento para não deixar de pagar suas parcelas na data correta também pode te ajudar. Para mais informações, entre em contato com a empresa responsável pelo seu cartão.