Pagamento por aproximação com cartão de crédito: como funciona e como fazer?

Você sabe como fazer um pagamento por aproximação com cartão de crédito? Essa possibilidade está disponível para várias pessoas e pode deixar a vida do cliente mais prática. Outro atributo é a rapidez. Confira aqui mais detalhes de como funciona um pagamento por aproximação com cartão de crédito!

pagamento por aproximação com cartão de crédito
No Brasil, diversas instituições financeiras oferecem, ao menos, uma opção de cartão de crédito que possui a tecnologia contactless (Foto: adragan /Adobe Stock)

Como funciona o pagamento por aproximação com cartão de crédito?

Na hora de pagar uma compra, o cliente pode usar uma das formas de pagamento disponibilizadas pelo estabelecimento. Dentre essas formas, é possível citar o dinheiro em espécie, o Pix e o cartão de débito.

Há também o cartão de crédito, que permite o parcelamento de todas as suas aquisições. Dependendo do cartão, o dono precisa, na hora de pagar compras, inserir/passar na maquininha e colocar a senha.

Mas já ouviu falar em pagamento por aproximação com cartão de crédito? Essa é a possibilidade de realizar pagamentos ao aproximar esse objeto em um terminal de pagamento (as maquininhas).

O sistema pode ser chamado de “tecnologia contactless” ou tecnologia “Aproxime e Pague”. No caso, essa funcionalidade só é possível por conta da tecnologia NFC (Near Field Communication).

Tal tecnologia está presente no chip de alguns dos cartões de crédito oferecidos no Brasil e auxilia na transmissão das informações para a maquininha da loja. O envio é feito por meio de radiofrequência.

Aqui, não há a necessidade de um dos lados estar conectado a rede de energia. Também é importante mencionar que essa transmissão pode ser feita com uma distância mais curta e de forma mais ágil.

Destaque ainda para a criptografia, que pode trazer mais segurança para o processo e evitar causos de golpes e fraudes. Fazer pagamentos dessa forma pode deixar suas compras mais rápidas e práticas.

Como descobrir se o meu cartão possui essa tecnologia?

pagamento por aproximação com cartão de crédito
Foto: Anthony Brown/Adobe Stock

Muitas pessoas possuem dúvidas sobre como identificar um cartão que permite a realização de pagamentos por aproximação na maquininha. Essa é uma missão bastante fácil.

A pessoa precisa conferir se o cartão conta com o símbolo das quatro ondas (que se parece com o símbolo do Wi-Fi) na parte frontal ou traseira. O mesmo pode estar na vertical ou na horizontal.

Como realizar um pagamento por aproximação com cartão de crédito?

Deseja fazer um pagamento por aproximação com cartão de crédito? Esse é um método de pagamento que vem ganhando bastante notoriedade nos últimos anos e que possui diversos benefícios.

Mas é preciso, primeiramente, saber se o cartão tem a tecnologia contactless ou a tecnologia “Aproxime e Pague”. Além disso, o terminal de pagamento do estabelecimento precisa aceitar essa facilidade.

Foto: StockPhotoPro/Adobe Stock

Se o local permitir tal ação, o cliente só precisará aproximar o cartão da maquininha após o vendedor colocar o valor. Em poucos segundos, as informações do cartão serão envidas para o terminal.

Além disso, a pessoa já fica sabendo se a transação foi aprovada ou não. Caso a compra seja aprovada, a mesma só precisará, caso queira, pegar a sua nota fiscal. Mas em alguns casos, é preciso colocar a senha.

Destaque para aquelas situações onde o cliente irá realizar a primeira conta com um cartão. Outro ponto importante é que o cliente pode desativar/ativar a funcionalidade quando quiser.

Pagamento por aproximação com cartão de crédito: uso no transporte público e mais detalhes sobre carteiras digitais

Mas não é só na hora de fazer compras em lojas ou supermercados que um cartão que permite o pagamento por aproximação pode ser útil. O dono pode usá-lo na hora de pagar o transporte público.

No Brasil, já existem algumas empresas de ônibus, municipais e intermunicipais, que aceitam o cartão de crédito como forma de pagamento.

Da mesma forma explicada acima, a pessoa só precisa encostar a ferramenta na mesma maquininha do vale-transporte (no veículo ou nos terminais). Na sequência, é só esperar a catraca liberar.

Foto: Mika Baumeister/Unsplash.com

Agora, você sabia que é possível pagar uma compra com um smartphone ou um smartwatch? É isso mesmo! Essa é mais uma inovação que só é possível por conta da tecnologia NFC.

Mas nesse caso, é preciso contar com um dispositivo que possua essa tecnologia. Além disso, a pessoa precisa ter um cartão de crédito e uma carteira digital.

Para fazer um pagamento, é preciso baixar e se cadastrar (se necessário) em uma carteira digital. Na sequência, é necessária a realização do cadastro do cartão, na plataforma.

Depois, na hora da compra, o cliente precisa abrir o aplicativo, aproximar o aparelho no terminal de pagamento e seguir os todos os passos para confirmar a compra.

Existe um valor máximo permitido na hora de fazer pagamentos por aproximação?

Ter um cartão de crédito que possua a tecnologia contactless ou a tecnologia “Aproxime e Pague” pode ser útil em diversas ocasiões. Mas também é preciso estar atento a alguns pontos importantes.

A funcionalidade da tecnologia pode ser um pouco diferente quando o valor da compra ultrapassar a marca de R$ 200,00, por exemplo. Nessas ocasiões, é preciso aproximar o cartão e colocar a senha.

Dicas extras

No Brasil, uma pessoa pode encontrar diversas formas de fazer um pagamento por aproximação de cartão de crédito. Essa é uma solução financeira que possui diversas vantagens.

Mas é preciso que o cliente tenha, também, alguns cuidados. Uma das recomendações é não deixar o cartão com desconhecidos. Afinal, essas pessoas podem fazer compras sem o uso da senha.

Outra dica importante é desativar a tecnologia contactless quando estiver em lugares mais movimentados ou em casos de furto, roubo ou perda.

Essas ações também podem evitar que alguém passe uma maquininha fraudulenta em seu cartão, sem você perceber. Se isso acontecer, também é indicado fazer o bloqueio do cartão.

Mas não é só isso. O consumidor precisa conferir o valor da transação antes de aproximar o cartão. Por fim, o dono pode entrar em contato com o banco emissor em casos de cobranças indevidas.